User Story ou Caso de Uso? nenhum dos dois? você decide…

Gosto não se discute!!! queria dar os parabéns pra quem disse isso pela primeira vez. Trazendo pro nosso contexto, não importa se você detalha os requisitos em forma de caso de uso, user story, só faz um protótipo de tela ou apenas um texto detalhado no próprio requisito. No Controlle você cria o template dos artefatos que vai utilizar no projeto e ainda define a nomenclatura que a equipe já está acostumada e as informações que cada artefato vai ter. A figura abaixo mostra a tela onde é possível fazer esta configuração.

Atributos são os campos, as informações do seu artefato. É possível criar atributos de vários tipos:  valores numéricos, texto simples ou formatado (rich text), lista de valores, data e hora, entre outros. E cada projeto pode ter uma configuração diferente, dependendo da sua necessidade. Também é possível definir modelos que podem ser importados quando se instância um novo projeto.

Assim você não fica preso a nenhuma metodologia e ainda consegue registrar qualquer artefato ou produto de trabalho definido no seu processo, de um documento relacionado ao negócio até a especificação técnica. Pode ser um documento de captura de requisitos como uma ata de reunião ou um questionário, um requisito de mais alto nível, regra de negócio, caso de teste ou até mesmo tabela do banco de dados, uma package ou código fonte. Assim da até pra fazer a rastreabilidade completa…